domingo

Fodi a prima...

Londe de Cascais,saí com os meus pais em direcção a Coimbra,onde iamos a um aniversário do meu tio,irmão da minha mãe.Era uma familia em que só nos viamos em dia de aniversário ou no Natal,lá encontrei vários primos e tios,mas uma prima minha que já não via há muito tempo foi o que mais me marcou.Minha prima tem 27 anos, 1.75 de altura, ela é da parte muito conservadora da minha familia e só duas ou três vezes por ano nos vimos visto ela viver na zona de Coimbra,longe de Cascais.Certo dia eu tava lá na casa dela,no aniversário de seu pai e de repente o telefone toca, era uma tia nossa ligando a dizer que se estava a sentir mal e pediu ajuda.Então todos rapidamente se prepararam e pediram pra eu fazer companhia à minha prima para ela não ficar sozinha em casa, eu rapidamente concordei e foram embora. Então eu e ela fomos ver tv na sala eu no sofá de frente para o dela, ela usava uma saia até ao joelho o que não dava para ver o melhor.Falámos sobre assuntos amorosos e ela me confessou que acabara um namoro de 8 anos,nisso conversa vai conversa vem, ela pergunta sobre mim e a minha namorada,onde eu respondi que tinha acabado tudo porque eu era louco por mulheres e não conseguia estar só com uma.Ao falarmos de amor notava-se uma tristeza em seu olhar,levantei-me e fui em sua direcção e sentei-me ao seu lado onde me limitei abraçá-la para lhe dar força.De repente,despertou em mim um desejo quando de repente olhei para o seu peito e vi aqueles enormes seios da minha prima que tinha dois botões de sua camisa desabotoados.Fiquei com o pénis erecto e tentei esconder isso dela,mas ela notou.Então eu perguntei se ela levava a mal e se queria que eu fosse embora ao que ela respondeu que não,assim continuámos na conversa onde um pouco mais atrevido lhe perguntei como era a sua vida sexual.Ela respondeu-me que já tinha sido melhor,então eu tirei o meu pau erecto para fora,levantei-me e pus-me á frente dela.Ela olhava para mim e para o meu pau fixamente e lentamente se aproximou dele tocando suavemente com seus lábios e depois com sua lingua.Sem mais demoras abocanhou-o todo e chupava com carinho deixando-me louco.Não conti a loucura e deitei a minha prima ao comprido no sofá,puxei sua saia para cima,arredei a sua cueca para o lado e vi aquela cona linda já molhada ao que não conti o desejo de lember aqueles lábios vaginais.Ela gemia e ao mesmo tempo dizia que isto era um erro ao que concordei,mas que lhe disse que não conseguia parar.Ela queria mais e eu também,ela fechava os olhos e a sua respiração ofegante era mais claro dando mostras do prazer.Sem mais demoras enfiei o meu pénis erecto na sua rata molhada e esfomeada,minha prima manda um grito ao que perguntei de a tava a magoar ao que ela disse não e que à muito tempo não sentia um pau tão bom dentro de sua cona.Num entra e sai constante,devagar e com carinho,os nossos gemidos eram iguais.O prazer do pecado tomava conta de nós,afinal eu estava a foder a minha prima.Ao fim de alguns minutos,os nossos corpos colados e suados trabalhavam a bom ritmo,tirei o meu pau da gruta do prazer dela e pedi-lhe que se metesse de gatas.Queria ver sua rata por trás e a vista era deliciosa.Penetrei-a com vigor,ela volta a soltar um grito e pediu para eu não parar,num entra e sai maluco meu pénis cumpria seu dever,devorando simplesmente a cona da minha prima,a minha mão esquerda acariciava ao mesmo tempo suas mamas grande e redondinas que encaixavam na perfeição.Foi uma tarde louca,onde o desejo tomou conta de nós,continuei a montar a minha prima á canzana,que bom e só de contar esta história por mim vivida estou cheio de tusa.Eu estava quase a vir-me,não sei se iria aguentar muito tempo,tirei o pau para fora para aguentar a saida do meu leitinho durante mais uns instantes,voltei a penetrá-la com força.Tinha medo que alguém entrasse e nos visse,afinal de conta ficámos sós por acaso e não sabiamos por quanto tempo.Voltei a deitá-la de costas no sofá,abri-lhes as pernas,deitei-me em cima dela e voltei a enfiar o meu pau na sua rata,os meus lábios foram de encontro aos dela,nossas linguas entrelaçadas num louco e longo beijo molhado.Beijava a minha prima como nunca imaginei beijá-la,fodia a minha prima como nunca imaginei fode-la.Não aguentava mais,tirei o meu pau para fora e o meu leite derramou-se por cima da sua barriguinha,quase que sujáva o sofá,mas correu bem.Voltei a dar um beijo á minha prima e pedi-lhe desculpa,este foi um acto de loucura que jamais imaginei fazer um dia.Fodi a minha prima.Ela sorriu e olhou-me nos olhos e apenas disse que foi maravilhoso e que estava mesmo a precisar.No final,agimos como se nada fosse e como se nada tivesse acontecido,penso que ninguém viu e que ninguém sabe.É um segredo meu e da minha prima e é sem duvida um segredo bom.Durante a viagem de regresso a casa e a Cascais,mão consegui deixar de pensar no que tinha acontecido,meu deus que loucura.Hoje eu e a minha prima somos grandes confidentes e contamos tudo um ao outro através do msn ou telemóvel.Assim foi uma aventura minha de incesto que acabou bem,mesmo não sendo correcto.